Ministro da AGU busca encontro de Lula com evangélicos em abril para “limpar ruídos”

Um encontro do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com lideranças religiosas, a ser realizado em abril, está em fase de organização dentro do governo.

O ministro da Advocacia Geral da União (AGU), Jorge Messias (na foto acima), encabeça a articulação governista junto com os movimentos evangélicos e está incumbido dessa missão.

Messias avaliou que o momento é de “manter a rota do diálogo e limpar ruídos”.

O ministro frequenta a igreja Batista e tem pregado a pacificação do Planalto com os religiosos. No mês passado, ele representou o governo em um culto da Frente Parlamentar Evangélica, uma das maiores do Congresso e também fonte de oposição ao governo.

O encontro do presidente da República com os religiosos ainda não está com formato definido. Mas a combinação de Lula e evangélicos em uma mesma foto ou conversa virou uma das maiores preocupações no governo.

Sob reserva, outro ministro de Lula respondeu à CNN que o Planalto “jamais” dará essa briga (de relacionamento) por perdida.

Na avaliação de governistas, a complicada relação de Lula com lideranças evangélicas é agravada por rede de desinformação e mentiras; além da pressão de políticos opositores que estiveram na base de sustentação do governo passado.

As pesquisas recentes de opinião popular refletem que Lula vive um dos piores momentos com o setor evangélico. A Genial Quaest divulgou no início deste mês que o índice de desaprovação do presidente entre os evangélicos chegou a 62%.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime