Mauro Cid dá informações de ao menos 5 encontros golpistas de Bolsonaro e militares

Em seu depoimento de mais de oito horas, o tenente-coronel Mauro Cid deu informações sobre todas as reuniões mapeadas pela Polícia Federal nas quais se discutiu um plano de golpe de Estado. O ex-ajudante de ordens da Presidência confirmou a realização de ao menos cinco reuniões que envolveram diretamente Jair Bolsonaro, integrantes de seu governo e militares, revela a jornalista Bela Megale, em sua coluna no jornal O Globo.

“Entre as reuniões golpistas confirmadas por Cid, conforme relatos de integrantes da PF, está aquela na qual o ex-assessor especial da Presidência Filipe Martins, acompanhado do advogado Amauri Feres Saad, apresentou a Bolsonaro uma minuta com proposta de um decreto de golpe de Estado. Cid confirmou aos delegados que, após ajustes que teriam sido solicitados pelo próprio ex-presidente, o texto foi discutido novamente em um outro encontro, desta vez, entre Bolsonaro e os comandantes das Forças Armadas. Outro encontro confirmado e detalhado por Mauro Cid foi realizado pelo coronel do Exército Bernardo Romão Correia Neto, que, na ocasião, era assistente do Comando Militar do Sul. A reunião aconteceu em 28 de dezembro de 2022, em Brasília, com a presença de oficiais com formação nas forças especiais e assistentes de generais supostamente favoráveis ao golpe. Mensagens interceptadas no celular do próprio Cid revelam que Correia Neto foi o responsável por selecionar os convidados para o encontro, que teve o golpe como tema”, destaca.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime