Lula vai ao RS nesta sexta-feira pela primeira vez após enchentes e deve divulgar investimentos de R$ 75,6 bi

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai ao Rio Grande do Sul nesta sexta-feira (15) pela primeira vez após as fortes chuvas que atingem o estado desde setembro do ano passado. A previsão é de que ele visite Porto Alegre e Lajeado, a cerca de 115 km da capital, e faça um balanço das ações do governo para ajudar os municípios atingidos pelas enchentes.

Parte do Rio Grande do Sul esteve nessa quinta-feira (14) sob alerta laranja do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) para tempestades, com risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores, ventos fortes e alagamentos.

Até novembro do ano passado, mais de 31 mil pessoas tinham sido afetadas, com 399 gaúchos desabrigados e 1.665 desalojados.

Dias depois do início das enchentes, quando um ciclone extra tropical atingiu o estado, o vice-presidente Geraldo Alckmin foi ao Rio Grande do Sul e anunciou R$ 741 milhões aos municípios afetados. À época, Lula estava na cúpula do G20, na Índia.

Em janeiro deste ano, o governo federal, por meio do Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, reconheceu a situação de emergência em Porto Alegre, depois de a capital ser atingida por fortes chuvas. Com a medida, as autoridades locais podem solicitar recursos federais para ações de defesa civil.

Novo PAC
Lula também deve anunciar os investimentos do Novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) no estado, que podem chegar a R$ 75,6 bilhões.

O Rio Grande do Sul deve receber 354 obras nas áreas de saúde, educação, esporte e cultura por meio do Novo PAC. O governo estima que os empreendimentos vão alcançar 8,6 milhões de gaúchos — 79% da população local.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime