Governo não prevê nova prorrogação do Desenrola, que termina dia 31

O governo federal não prevê estender o prazo do Desenrola Brasil, que termina no dia 31de março. Segundo o Ministério da Fazenda, em todo o país, mais de 12,2 milhões de pessoas já foram beneficiadas pelo programa, em renegociação de cerca de R$ 37,5 bilhões em dívidas, com descontos.

O Desenrola, que inicialmente se encerraria em dezembro, havia sido prorrogado até o fim deste mês de março. “Por enquanto, não há previsão de nova prorrogação do programa emergencial de negociação de dívidas do governo federal”, afirmou a pasta em nota.

Além da plataforma online, as dívidas do Desenrola passaram a poder ser negociadas também presencialmente, em mais de 6.000 agências dos Correios de todo o Brasil.

Nesta quinta-feira (21), será promovido o Dia D para marcar a ação de combate à inadimplência, pelos Correios, Serasa e Desenrola, com apoio do Ministério da Fazenda.

Técnicos e especialistas em educação financeira estarão em 27 agências centrais dos Correios, em todas as capitais brasileiras, para atender a população. Em São Paulo, o Dia D vai ocorrer na agência central dos Correios, na Praça do Correio, região central da capital paulista.

Dívidas bancárias, de cartão de crédito, de estabelecimento de ensino e contas básicas atrasadas de água, energia e gás podem ser quitadas com descontos de até 96%, entre mais de 550 milhões de ofertas disponíveis de 700 empresas.

Outra vantagem do programa, segundo o Ministério da Fazenda, para quem tem duas ou mais dívidas (mesmo que com diferentes credores) disponíveis para negociação na plataforma do Desenrola é poder juntar todos os débitos e fazer uma só renegociação, pagando à vista em um único boleto ou Pix, ou financiando, a prazo, o valor total no banco de preferência.

Histórico
Em julho de 2023, a primeira fase do Desenrola Brasil começou com os principais bancos retirando, automaticamente, 10 milhões de registros de dívidas de até R$ 100 dos cadastros de inadimplentes. Participaram pessoas com renda mensal de até R$ 20 mil. Essa faixa se encerrou no fim de dezembro.

Já na faixa 1, para pessoas com renda de até dois salários mínimos (R$ 2.824) ou inscritas no CadÚnico, as negociações, que começaram em outubro, vão até o dia 31 de março.

Para acessar direto o Desenrola, é necessário ter conta no gov.br. Tanto usuários com contas nível bronze quanto prata e ouro podem visualizar as ofertas de negociação e parcelar o pagamento, se optarem por não pagar à vista.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime