Brasileiros estão entre os feridos em acidente de avião, diz Latam

A Latam anunciou nesta segunda-feira (11) que dois brasileiros estavam entre os passageiros que necessitaram de socorro em um voo entre a Austrália e a Nova Zelândia. Cerca de 50 pessoas ficaram feridas quando a aeronave perdeu altitude abruptamente, resultando em passageiros batendo a cabeça no teto.

Treze pessoas, incluindo 10 passageiros e três tripulantes, foram levadas ao hospital. Muitos dos feridos já receberam alta médica, e não há risco de morte.

O incidente ocorreu durante o voo, causando preocupação entre os passageiros e a tripulação. A rápida ação da equipe médica e dos serviços de emergência garantiu que os feridos fossem prontamente atendidos.
O voo ia de Sydney para Santiago, com uma parada em Auckland. Durante a parte entre a Austrália e a Nova Zelândia, os passageiros disseram que o avião perdeu altitude de repente, o que fez com que algumas pessoas fossem jogadas contra o teto da cabine.

Segundo o site Flightradar24, que monitora voos comerciais, o Boeing 787 começou a perder altitude entre 2h20 e 2h27 de voo, passando de 41 mil pés (12.497 metros) para 40.692 pés (12.403 metros) — uma diferença de 94 metros, que equivale à altura de um prédio de 31 andares. No entanto, não há indicação, por enquanto, de uma queda repentina, que ocorreria em um período de tempo mais curto.

“O Exorcista”
Em depoimento ao jornal “NZ Herald”, um passageiro relatou que a aeronave “simplesmente caiu” em pleno voo: “Não havia turbulência, a gente estava voando suavemente o tempo todo. Eu cochilei e, por sorte, estava com meu cinto de segurança”, diz o homem identificado como Brian Jokat.

Segundo ele, um dos passageiros saiu “voando” e bateu a cabeça no teto. “Eu pensei que estava sonhando. Abri meus olhos e ele estava de costas no teto, olhando pra mim. Parecia ‘O Exorcista’.”

“Os passageiros começaram a gritar. Eu senti como se o avião tivesse embicado pra baixo. Parecia que ele estava no topo de uma montanha-russa”, afirma Jokat, ao jornal.

Confira a nota da Latam:
A LATAM Airlines Group relata que o voo LA800, operando na rota Sydney-Auckland-Santiago, com 263 passageiros e 9 membros da tripulação de voo e de cabine, experimentou um forte chacoalhão durante o voo, cuja causa está atualmente sob investigação. A aeronave, um B787 com registro CC-BGG, pousou às 16h26min no horário local no Aeroporto de Auckland (00h26min no horário de Brasília), conforme programado.

Como resultado do incidente, 10 passageiros do Brasil (2), França (1), Austrália (4), Chile (1) e Nova Zelândia (2), além de 3 membros da tripulação de cabine, foram levados a um centro médico para confirmar sua condição de saúde, com a maioria sendo liberada logo em seguida. Apenas um passageiro e um membro da tripulação de cabine necessitaram de atenção adicional, mas sem risco de vida.

A LATAM está trabalhando em coordenação com as autoridades competentes para apoiar as investigações sobre o incidente.

Para os passageiros que continuam sua jornada para Santiago, Chile, o voo LA1130 foi programado para 12 de março de 2024, com partida de Auckland às 20h00 no horário local. A LATAM forneceu aos passageiros afetados alimentação, acomodação e transporte devido ao cancelamento do voo.

A prioridade do Grupo LATAM Airlines é apoiar os passageiros e membros da tripulação do voo, e pedimos desculpas por qualquer inconveniente e desconforto que esta situação possa ter causado. Eles também reiteram seu compromisso com a segurança como um valor inegociável dentro de seus padrões operacionais.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime